segunda-feira, 28 de março de 2011

AX

Pela terceira vez, na sexta-feira, deixei o Tamagochi de luzes acesas e ao fim do dia tive de ir para casa de boleia. No sábado lá lhe dei um "choque" valente e levei-o até à porta de casa... mas como não voltei a pegar-lhe hoje de manhã voltei a ficar a pé. Valeu-me o meu amor que me emprestou o seu quentinho e com rádio e com direcção assistida e com ABS e com ar condicionado e com tudo e mais alguma coisa... Mas sem eleron. Sim, porque o Tamagochi não tem solfagem e quando chove ando de vidros abertos a abrir como se fosse Verão. Mas tem eleron. E tem 20 anos. E vidros eléctricos e fecho centralizado. E digam-me o que me disserem o carro tem uma pinta desgraçada. E uma suspensão francesa. ADORO-O!!

sexta-feira, 25 de março de 2011

...


http://icanread.tumblr.com/

Tá mesmo de giro!



Vi este video no http://coconafralda.clix.pt/ e não pude resistir colocar aqui. Apesar de gostar muito da versão original não fiquei em nada aborrecida com a "distorção", pelo contrário, está brilhante. A "performance" é muito sentida sem dúvida! Venham mais!

quinta-feira, 24 de março de 2011

Nã Chõn...

Com a pronúncia fica muito mais giro, mas basicamente é "No Chão". Assim está o Governo. E o país. E agora vamos lá a isso minha gente que de mansos não reza a história. Àparte de toda a vitimização ridícula do governo e de eu acreditar, do fundo do coração, que todos os políticos que temos neste país são iguais (sei que existem excepções, mas não as conheço. e só sei que existem porque existem sempre) esta era uma mudança necessária. Mais do que necessária: inevitável. Porque o que o fofo e querido Sócrates nos quer fazer parecer é que ele, tadinho tão amiguinho de nós todos, não teve culpa nenhuma e que agora são os outros que são maus e gananciosos e com sede de poder. Não sei. Não os conheço. Mas conheço o trabalho do Sócrates. E não gosto. E não o quero. E não gosto que me tratem como se eu não tivesse uma cabeça para pensar. Tenho cabeça e tenho memória, que por sinal para estas coisas é muito boa. Sou adulta e crescida, muito obrigada. Os meus pais ensinaram-me a pensar por mim e sei que este não era o caminho. Eu vou fazer a minha parte: vou votar. Vou participar activamente nesta campanha para ter o conhecimento necessário para fazer uma escolha fundamentada.

quarta-feira, 23 de março de 2011

Estes gajos...

.... são só conversa. Já estou à minutos de headphones e nada de jeito. Aliás, o PM pôs-se na alheta mal pode. Que falta de chá. Não estou a ver isto a melhorar. Pelos vistos a minha ideia de emigrar vai concretizar-se. Que conversa da treta!!!!!!!!

Uma mulher na história...





... e com história. 1932 - 2011.

Bons tempos....



Por algum motivo este música faz-me lembrar a minha ilha e a minha infância. Quando sinto muita saudade, tantas que só posso escrever no singular, ouço-a.

segunda-feira, 21 de março de 2011

Dia Mundial da Poesia

Cântico Negro

"Vem por aqui" - dizem-me alguns com os olhos doces
Estendendo-me os braços, e seguros
De que seria bom que eu os ouvisse
Quando me dizem: "vem por aqui!"
Eu olho-os com olhos lassos,
(Há, nos olhos meus, ironias e cansaços)
E cruzo os braços,
E nunca vou por ali...

A minha glória é esta:
Criar desumanidade!
Não acompanhar ninguém.
- Que eu vivo com o mesmo sem-vontade
Com que rasguei o ventre à minha mãe

Não, não vou por aí! Só vou por onde
Me levam meus próprios passos...

Se ao que busco saber nenhum de vós responde
Por que me repetis: "vem por aqui!"?

Prefiro escorregar nos becos lamacentos,
Redemoinhar aos ventos,
Como farrapos, arrastar os pés sangrentos,
A ir por aí...

Se vim ao mundo, foi
Só para desflorar florestas virgens,
E desenhar meus próprios pés na areia inexplorada!
O mais que faço não vale nada.

Como, pois sereis vós
Que me dareis impulsos, ferramentas e coragem
Para eu derrubar os meus obstáculos?...
Corre, nas vossas veias, sangue velho dos avós,
E vós amais o que é fácil!
Eu amo o Longe e a Miragem,
Amo os abismos, as torrentes, os desertos...

Ide! Tendes estradas,
Tendes jardins, tendes canteiros,
Tendes pátria, tendes tectos,
E tendes regras, e tratados, e filósofos, e sábios...
Eu tenho a minha Loucura !
Levanto-a, como um facho, a arder na noite escura,
E sinto espuma, e sangue, e cânticos nos lábios...

Deus e o Diabo é que guiam, mais ninguém.
Todos tiveram pai, todos tiveram mãe;
Mas eu, que nunca principio nem acabo,
Nasci do amor que há entre Deus e o Diabo.

Ah, que ninguém me dê piedosas intenções!
Ninguém me peça definições!
Ninguém me diga: "vem por aqui"!
A minha vida é um vendaval que se soltou.
É uma onda que se alevantou.
É um átomo a mais que se animou...
Não sei por onde vou,
Não sei para onde vou
- Sei que não vou por aí!

José Régio

Começei a gostar de poesia com Florbela Espanca e segui-se José Régio. Já não me identifico tanto com a poesia deles mas "Cântico Negro" sempre foi "o meu poema". Para mim é o POEMA... Aquele com que eu me identifico sempre, em todas as fases da minha vida.

363 mil quilómetros mais perto...

Parecia que me caía em cima... E que poderia rebentar a qualquer momento. Linda! (retirado do blog: http://quadripolaridades2.blogspot.com)

segunda-feira, 14 de março de 2011

Em stand-by...

... Agora não vou falar de sábado. Ainda não. Primeiro quero carregar aqui as 500 fotos que tirei. Depois, olho-as e, inspirada, falarei.

sexta-feira, 11 de março de 2011

O meu hino para amanhã...



"Muda de vida se tu não viveres satisfeito
Muda de vida, estás sempre a tempo de mudar
Muda de vida, não deves viver contrafeito
Muda de vida se há vida em ti a latejar"

António Variações por Clã

quinta-feira, 10 de março de 2011

Para a história...

Para que fique escrito. Para sempre marcado neste blog que tenho o meu primeiro seguidor... Neste caso, seguidora. Este é um momento a comemorar (mal chegue a casa emborco um tinto!!!): Obrigada Mary Jane por me seguires!!!

Talento NACIONAL.








Giros, não? Descobri no haneyhun.blogspot.com este sitio www.guava.pt de uma designer nacional. Fico tão feliz por ver gente da nossa terra com tanto talento... Achos-os lindos. Frescos, arrojados, coloridos, e se são de fabrico portugês, de boa qualidade. Muitos parabéns à criadora Inês Caleiro. Que continue a valorizar os nossos queridos pés...

quarta-feira, 9 de março de 2011

Recordações da minha adolescência...


Lembro-me tão bem de desejá-las quando tinha 15 ou 16 anos, se não estou em erro. Até que tive umas. Compradas na Base Aérea n.4 - Lages. No Biex - era assim que chamavamos a loja dos militares americanos... E andei com elas até ficarem totalmente destruídas... Penso que a história se repetirá.

Cores & Conforto

São frescas, não são? Como gostava de as ter nos pés agora. Por vários motivos. Especialmente porque significaria que seria Verão. Que bom sonhar! São da ADIDAS e acho-as a cara das férias... Hoje deu-me para reflectir sobre sapatos que tenho visto... E cheira-me que estou para continuar...

Casa McQeen










Não percebo nada de moda é um facto. Num sentido profissional e técnico. Visualmente gosto de muita coisa. Por exemplo a nova colecção da Casa McQueen Outono 2011. Não consigo parar de olhar... Juro! Estou parada há que tempos, pasmadissima, esbugalhada a ver isto. Faz-me lembrar, sei lá, a Princesa Leila do StarWars. Algo assim. E gosto. Gosto muito. Pena não ter sitio nenhum onde ir para levar um destes modelos, senão comprava um já... Brincadeira! (retirei imagens do sitio http://obalaodearquente.blogspot.com/)

Moinho do Poço Verde...







Foi um tempo deslumbrante que passamos na Mata Nacional do Gerês. Tudo encanta. As cores, os sons, os cheiros, as gentes, os paladares... tudo. Tenho de lá voltar. De lá ficar uma semana a ver passar o tempo devagarinho como quem não quer a coisa. Voltava já... neste instante na certeza que lá adormeceria embalada pela ribeira que corre.