sexta-feira, 29 de novembro de 2013

Assino por baixo.

“Depois de assistir à nova edição de ‘Charlie Countryman’, quero compartilhar meu desapontamento com a MPAA, que achou necessário censurar a sexualidade feminina mais uma vez. A cena onde dois personagens fazem ‘amor’ foi alterada pois alguém achou que ver um homem fazer sexo oral em uma mulher deixaria a plateia ‘desconfortável’, mas as cenas onde as pessoas são assassinadas com tiros na cabeça permaneceram intactas e inalteradas. Esse é o sintoma de uma socidade que quer envergonhar as mulheres e as diminuir por gostarem de sexo, especialmente quando o homem não está tendo orgasmo. É difícil para mim acreditar que se os papéis fossem invertidos ou se fosse uma cena de estupro a cena ainda teria sido cortada. É hora das pessoas CRESCEREM. Aceitarem que mulheres são seres sexuais, aceitarem que alguns homens gostam de satisfazer a mulher. Aceitar que uma mulher não precisa ser apenas comida e agradecer. Temos o direito e a permissão de nos divertir, de nos curtir. É hora da gente se impor. Obrigada por escutar”

Mais pormenores aqui.

quarta-feira, 13 de novembro de 2013

segunda-feira, 4 de novembro de 2013

Emigrei com o que está pendurado no lado direito do guardafato. O resto são detalhes.






Depois de um carnaval de meses consegui finalmente descarregar as minha fotos da primeira ida a Londres. Hip, Hip, Hurray.

 






 

 
 

Transporte de animais vivos para o Reino Unido por avião.

Pois é. Em Janeiro de 2012 os meninos cá da ilha levantaram a obrigação dos 6 meses de quarentena para todo e qualquer animal vivo  a entar no Reino Unido (tirando os animais de merda que nós, seres humanos, somos) mas a maioria das companhias aéreas não faz este transporte. Aliás, só a British Airways e as restantes companhias do grupo é que o permitem. Descobri isto após já ter tudo preparado para trazer a minha amada Margot e não, não me perdôo (e que alguém me diga, por favor, se esta palavra está bem escrita porque já não sei língua nenhuma!) por ter pensado que seria apenas marcar uma passagem na TAP (transporta animais vivos para o confim dos infernos mas não para o  Reino Unido), ter chip, passaporte e vacinas em dia. Há anos que aturo merdas de companhias aéras já devia saber que nada é simples e nada é o que pensamos à primeira. Tive o castigo merecido: mais não sei quantos meses sem a minha tigresa. Mas a culpa é só minha. Na ânsia de a ter nos braços caí no erro do facilitismo. Agora vou ter de ir para o second round. Mas vou agora sem sentimentalismos. Sem saudade. Sem pensar nos seus olhos amarelos e no pêlo tigrado. Vou pensá-la como um ser selvagem transportador de todos as doenças do mundo: como eles a vêem (os cabrões!). E vou digitalizar todos os documentos da bicha e chagar-lhes a mona com meses de antecedência até ter todos os papéis, todas as assinaturas, todos os pentelhos no lugar. Margot voltará para os meus dias. Não consigo alcançar o que pretendo sem ela. É simples.

E todos os pormenores que eles exigem: a análise de sangue passados 6 meses aos anti-corpos da vacina anti-rábica e as 48 horas antes e não sei quantas depois da desparatisação, são para cumprir. AO PROMENOR.      

Ainda não foi desta.


Não, este também não resulta. Ao fim de dois dias seguidos de utilização já tenho a pele  à volta dos olhos vermelha e a arder. Continua a saga pelo desmaquilhante que não me foda a pele.

domingo, 3 de novembro de 2013

Alguém que me diga se estou a ficar doida, por favor.

É ou não é uma enorme falta de educação, chá ou etiqueta, aparecer em casa de alguém sem avisar? E se eu estivesse a foder o gajo na sala com os brinquedos sexuais espalhados por todo o lado? E se eu estivesse a meter riscos de coca no meio das mamas de uma gaja? E se eu pura e simplesmente estivesse nua a dançar o fandango? Juro que não percebo. E depois a rude sou eu.

...

"Cozinhar não é serviço, meu neto" disse ela "Cozinhar é um modo de amar os outros."

MIA COUTO
"O Fio das Missangas"

Só mesmo isso para me fazer ganhar o sábado.

sábado, 2 de novembro de 2013

Acordei linda.

Com um herpes labial no labio inferior - formatei o PC e tenho o teclado todo trocado quando encontrar os acentos ficarei muito feliz - do tamanho do Pico, com a mao direita inchada e dormente num regresso glorioso do Carpico apos uma semana de trabalho para gente grande e horas sentada em frente ao pc e um cansaco no corpo todo como se tivesse levado uma carga de porrada que nao me aguento. Avizinha-se uma gripe. Alem disso e ja com os sintomas do TPM deu-me para a nostalgia e para a tristeza. Acho que nao vou mexer-me durante tres dias. Vou pedir ao meu amor para me algaliar. 

sexta-feira, 18 de outubro de 2013

Solidão

Declamar poesia apaixonadamente com saudade de ouvir a própria língua.

Afinal não.

Coleguinha húngaro deu-me um cabo mágico. Louco por tecnologia e com uma paciência infinita para me aturar. Não percebo um caralho de tecnologia. Verdade seja. Obrigada Csaba. 

quinta-feira, 17 de outubro de 2013

Pois que é um problema do diabo.

Parti o carregador do telemóvel. Até segunda não tenho substituto. Se não me chateia nada não ter telefone fico DESORIENTADA SÓ DE PENSAR QUE FICAREI SEM NET. Que vou fazer há minha vida senhores?!

domingo, 13 de outubro de 2013

Quanto tempo mais vou esperar?


então queres ser um escritor?

(Tradução: Manuel A. Domingos)
se não sai de ti a explodir
apesar de tudo,
não o faças.
a menos que saia sem perguntar do teu
coração, da tua cabeça, da tua boca
das tuas entranhas,
não o faças.
se tens que estar horas sentado
a olhar para um ecrã de computador
ou curvado sobre a tua
máquina de escrever
procurando as palavras,
não o faças.
se o fazes por dinheiro ou
fama,
não o faças.
se o fazes para teres
mulheres na tua cama,
não o faças.
se tens que te sentar e
reescrever uma e outra vez,
não o faças.
se dá trabalho só pensar em fazê-lo,
não o faças.
se tentas escrever como outros escreveram,
não o faças.
se tens que esperar para que saia de ti
a gritar,
então espera pacientemente.
se nunca sair de ti a gritar,
faz outra coisa.
se tens que o ler primeiro à tua mulher
ou namorada ou namorado
ou pais ou a quem quer que seja,
não estás preparado.
não sejas como muitos escritores,
não sejas como milhares de
pessoas que se consideram escritores,
não sejas chato nem aborrecido e
pedante, não te consumas com auto-
— devoção.
as bibliotecas de todo o mundo têm
bocejado até
adormecer
com os da tua espécie.
não sejas mais um.
não o faças.
a menos que saia da
tua alma como um míssil,
a menos que o estar parado
te leve à loucura ou
ao suicídio ou homicídio,
não o faças.
a menos que o sol dentro de ti
te queime as tripas,
não o faças.
quando chegar mesmo a altura,
e se foste escolhido,
vai acontecer
por si só e continuará a acontecer
até que tu morras ou morra em ti.
não há outra alternativa.
e nunca houve.

É levantar o volume até o banjo ecoar-te no peito.


sábado, 5 de outubro de 2013

Ai que rica vida.

Ai que nunca mais chega.

23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. 23 de Outubro. Ai que nunca mais chega.

segunda-feira, 23 de setembro de 2013

Uma homenagem.

A reter.

O Medo De Nós Próprios



Acredito que se um homem vivesse a sua vida plenamente, desse forma a cada sentimento, expessão a cada pensamento, realidade a cada sonho, acredito que o mundo beneficiaria de um novo impulso de energia tão intenso que esqueceríamos todas as doenças da época medieval e regressaríamos ao ideal helénico, possivelmente até a algo mais depurado e mais rico do que o ideal helénico. Mas o mais corajoso homem entre nós tem medo de si próprio. A mutilação do selvagem sobrevive tragicamente na autonegação que nos corrompe a vida. Somos castigados pelas nossas renúncias. Cada impulso que tentamos estrangular germina no cérebro e envenena-nos. O corpo peca uma vez, e acaba com o pecado, porque a acção é um modo de expurgação. Nada mais permanece do que a lembrança de um prazer, ou o luxo de um remorso. A única maneira de nos livrarmos de uma tentação é cedermos-lhe. Se lhe resistirmos, a nossa alma adoece com o anseio das coisas que se proibiu, com o desejo daquilo que as suas monstruosas leis tornaram monstruoso e ilegal. Já se disse que os grandes acontecimentos do mundo ocorrem no cérebro. É também no cérebro, e apenas neste, que ocorrem os grandes pecados do mundo. 


Oscar Wilde, in 'O Retrato de Dorian Gray' 

quarta-feira, 4 de setembro de 2013

terça-feira, 3 de setembro de 2013

Que bom.

Tenho a casa limpa mas ando com as mãos dormentes. Raios. Doem-me as articulações de todos os dedinhos.

segunda-feira, 2 de setembro de 2013

domingo, 1 de setembro de 2013

Demorou mais um mês do que eu estava à espera.

E amanhã ainda tenho de aspirar os sofás mas a casa está limpa. Faltam pequenos pormenores que se podem ir fazendo. UFA! Agora é pensar em mantas e tapetes para nos prepararmos para o Inverno. Que emoção!!

segunda-feira, 26 de agosto de 2013